Conheça técnicas para cantar no microfone

Independente do seu nível musical, conhecer as características de cada microfone traz conhecimentos essenciais para sua evolução como cantor. Convidamos nosso professor de canto Cristopher Clark, ganhador do X-factor Brasil, para te ensinar diferentes técnicas para cantar em microfone, tanto os direcionais  como os condensadores.

O microfone tem a função de amplificar a voz e nos ajuda a cantar por mais tempo sem ter prejuízos vocais. 

Os microfones direcionais ou dinâmicos são os mais utilizados para shows, apresentações e treinos, por ser mais fácil de manusear e mais resistente. Captam com mais precisão os sons mais próximos ao microfone, sendo assim menos sensíveis  aos sons ao redor.

Nós falamos sobre os tipos de microfones em outra matéria aqui no blog.

As posições do microfone

A distância entre a boca do cantor e o microfone é determinante para o som que será emitido. Quanto mais distante da boca ele estiver, menor será a captação da voz de quem canta/ fala, ficando mais evidente o som ao redor, criando um esforço desnecessário da voz.

E quando muito próximo da boca, o microfone gera um abafamento da voz com ruídos do seu fluxo de ar, dificultando assim a compreensão. Então o fundamental é que você teste o microfone que está utilizando antes de começar a utiliza-lo, e reconheça a melhor distância média entre sua boca e o microfone.

No geral, é recomendado que não segure o microfone na parte que capta a voz, porque pode gerar microfonia. Porém você também pode tirar proveito dessa frequência média como é utilizado no Beat Box, com a ajuda de uma boa equalização. 

Condensadores

Os microfones condensadores, geralmente ficam fixos e eles são mais sensíveis e captam com mais perfeição até os sons mais baixos e distantes, por isso são os mais utilizados para gravações em estúdio. 

Podemos usar alguns acessórios para melhorar o uso deste microfone, como o pop filter, que tem duas principais funções. Criar uma distância entre o microfone e a boca, podendo alterar os nuances da voz. Em um tom mais grave, tente se aproximar, e manter uma distância maior para os agudos. 

Os ataques de ar, aqueles ruídos som produzido na dicção que atrapalham na compreensão do áudio, podem passar despercebidos com o uso desse acessório. Sobre a distância, basta você seguir os princípios do microfone dinâmico. Porém, quem se movimenta é você.

Agora você já sabe as principais diferenças entre os microfones, e como aproveita-las da melhor forma, é hora de estudar! Fique por dentro de nossos conteúdos e cursos de canto para aprofundar seus conhecimentos. Até a próxima!